8 de novembro de 2015

Reitoria da Universidade de Lisboa

A “Reitoria da Universidade de Lisboa”, no Campo Grande, em Lisboa, e projectada pelo arquitecto Porfírio Pardal Monteiro (1897-1957), foi inaugurada em 2 de Dezembro de 1961, com a presença do Presidente do Conselho Doutor Oliveira Salazar, do Subscretário das Obras Públicas engenheiro Saraiva de Sousa, além do presidente da Comissão Administrativa das novas instalações universitárias, que foram acompanhados pelo Reitor da Universidade de Lisboa, Professor Marcello Caetano.

 

Foi em 1935, que começaram a ser elaborados os primeiros programas para a instalação universitária, tendo sido, desde logo, considerados edifícios para a “Reitoria da Universidade de Lisboa”, e para a “Universidade de Letras” e “Universidade de Direito”, assim como instalações culturais para os estudantes e a "Cantina da Universidade de Lisboa". Assim os ante-projectos foram entregues por Pardal Monteiro em Agosto de 1938.

Proposta de Pardal Monteiro em 1939

Proposta em 1941

Terceira proposta, e definitiva, para a Reitoria que começou a ser elaborada em 1952 tendo-se estendido até 1956

O primeiro projecto de execução do edifício para a Reitoria, da responsabilidade do arquitecto Porfírio Pardal Monteiro, foi entregue no início de 1956. Porém a partir de Setembro desse ano, o arquitecto é acometido de doença grave, passando então a responsabilidade pelo acompanhamento das obras e continuação dos projectos das Faculdades de Letras e Direito para o seu sobrinho, António Pardal Monteiro, situação que se veio a concretizar por contrato firmado em 1958, após o falecimento de Porfírio em Dezembro de 1957.

Maqueta da futura “Cidade Universitária”, por Ticiano Violante

1956 Maqueta de Ticiano Violante

Reitoria em fase de acabamentos

 

Alameda da Universidade

Após a morte do Reitor Prof. Víctor Hugo Duarte de Lemos e a sua substituição pelo Prof. Marcello Caetano, os estudos para o projecto do edifício para a Reitoria foram retomados, sendo reformulado o programa das instalações em função da opinião e necessidades do novo Reitor. Assim foi contemplada a criação de um anfiteatro para 200 pessoas, destinado a eventos de menor dimensão, e a diminuição da lotação da "Aula Magna" para 1597 lugares, passando esta a ser a maior sala que se tinha construído em Portugal naquela época, ficando o seu mobiliário a cargo do designer Daciano da Costa. Acerca da “Aula Magna” consultar neste blog o seguinte link: "Aula Magna".

"Aula Magna"

 

Daciano da Costa que «viria a confirmar-se como um dos pioneiros da "arquitectura de interiores" em Portugal», tem nesta obra da Reitoria da Universidade de Lisboa o primeiro trabalho de grande prestígio, que lhe abriria as portas para as duas grandes obras seguintes de vulto em Lisboa: o novo edifício da "Biblioteca Nacional" e o edifício-sede da "Fundação Calouste Gulbenkian".

Esboços de Daciano da Costa

 

«Compôs os ambientes utilizando materiais de qualidade, como madeiras nobres, como impunha a solenidade dos edifícioas, e desenhou o mobiliário e equipamento com a mesma nobreza, com uma linha estética de nítida influência do design nórdico da época. As cadeiras de linhas fluidas e orgânicas são de um gosto muito marcado e datado dos anos 50, mas de indubitável qualidade.» (1)

“Sala Oval”

                                     “Sala do Senado”                                                                   “Salão Nobre”

 

Quanto à diversidade de obras de arte, que viriam a enriquecer o interior e o exterior do edifício da "Reitoria da Universidade de Lisboa" e da “Aula Magna” aqui fica a respectiva lista:

- Átrio Principal - Desenho gravado, por incisão na pedra - Pintor Almada Negreiros
- Grande vestíbulo principal - Seis painéis em mosaico de esmalte tipo bizantino - Pintor Lino Pedras
- Galeria do vestíbulo principal - Três painéis em mosaico de esmalte tipo bizantino - Pintor Júlio Rezende
- Vão sobre os pátios interiores - Quatro vitrais - Pintor Lino António
- Sala de recepções e festas - Dois painéis a fresco - Designer Daciano da Costa
- Gabinete do Reitor - Tapeçaria na parede do fundo - Rogério Ribeiro
- Átrio da Aula Magna - Desenho gravado, por incisão na pedra - Pintor Almada Negreiros
- Fachadas laterais da Aula Magna - Desenho sobre pedra a baixo-relevo - Escultores Rocha Correia e Lagoa Henriques
- Vestíbulo inferior da Aula Magna - Painel em cerâmica policroma - Pintor Querubim Lapa; Dois elementos de escultura, em bronze ladeando a porta da Aula Magna - Escultor Barata Feyo; Pintura lacada decorativa na porta de entrada para a Aula Magna - Pintor Lino António; Motivo escultórico decorativo, em bronze constituindo a guarda da Grande Escadaria Nobre - Escultor José Farinha.

Recordo, mais uma vez, que acerca da “Aula Magna” sugiro consultar neste blog o seguinte link: "Aula Magna".

Painéis de Lino Pedras e Júlio Rezende

  

  

 

(1) - Citação, bibliografia e algumas fotos retiradas do trabalho de investigação: “Para o projecto global-nove décadas de obra - Arte, Design e Técnica na Arquitectura” do atelier Pardal Monteiro Vol I - Doutoramento em Design de João Pardal Monteiro pela Faculdade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa. Lisboa, Dezembro de 2012.

fotos in: Arquivo Municipal de Lisboa,  Biblioteca de Arte-Fundação Calouste Gulbenkian (Estúdio Mário Novais)

Sem comentários: