Governos e Presidentes ( 1820 - 2011 )




Governos ( 1820 - 2011)


Junta Provisional do Governo Supremo do Reino (24 de Agosto de 1820 - 27 de Janeiro de 1821)


António da Silveira Pinto da Fonseca - Presidente da Junta - (24 de Agosto de 1820 - 28 de Setembro de 1820)

José Freire de Andrade, deão da Sé de Lisboa - Presidente da Junta - (28 de Setembro de 1820 - 27 de Janeiro de 1821)


Conselho de Regência designado pelas Cortes Constituintes (1821)


Manuel António de Sampaio Melo e Castro Moniz e Torres de Lusignano, 2.º conde de Sampaio e 1.º marquês de Sampaio - Presidente do Conselho de Regência - (27 de Janeiro de 1821 - 5 de Julho de 1821)


Governos do Vintismo ( 5 de Julho de 1821 - 1 de Junho de 1823)


Silvestre Pinheiro Ferreira (5 de Julho de 1821 - 7 de Setembro de 1821)

Filipe Ferreira de Araújo e Castro (7 de Setembro de 1821 - 27 de Maio de 1823)

José António Faria de Carvalho Vilafrancada - (27 de Maio de 1823 - 30 de Maio de 1823)

Joaquim Pedro Gomes de Oliveira - Dissolução das Cortes do vintismo - (30 de Maio de 1823 - 1 de Junho de 1823)


Regime Joanino (1824 - 1828)


Manuel Inácio Martins Pamplona Corte Real, 1.º Conde de Subserra - Ministério dos inauferíveis direitos de El-Rei (1 de Junho de 1823 - 19 de Março de 1824)

José António de Oliveira Leite de Barros, 1.º Conde de Basto - (19 de Março de 1824 - 14 de Maio de 1824)

Pedro de Sousa Holstein (14 de Maio de 1824 - 15 de Janeiro de 1825)

José Joaquim de Almeida e Araújo Correia de Lacerda (15 de Janeiro de 1825 - 1 de Agosto de 1826)

Francisco Manuel Trigoso de Aragão Morato (1 de Agosto de 1826 - 6 de Dezembro de 1826)

Luís Manuel de Moura Cabral (6 de Dezembro de 1826 - 16 de Dezembro de 1826)

Francisco Alexandre Lobo, bispo de Viseu (16 de Dezembro de 1826 - 1 de Maio de 1827)

Manuel Francisco de Barros e Sousa Carvalhosa, 2.º visconde de Santarém - (8 de Junho de 1827 - 7 de Setembro de 1827)

Carlos Honório de Gouveia Durão (7 de Setembro de 1827 - 26 de Fevereiro? de 1828)


A guerra civil portuguesa (1828 - 1834) - Restauração Miguelista ( 26 de Fevereiro de 1828 - 26 de Maio de 1834)


Nuno Caetano Álvares Pereira de Melo, 6.º Duque de Cadaval - (26 de Fevereiro de 1828 - 1 de Julho de 1831)

José António de Oliveira Leite de Barros, 1.º conde de Basto - (1 de Julho de 1831 - 2 de Agosto de 1833)

António José Guião - (Governou até à data da Convenção de Évora-Monte) - (22 de Setembro de 1833 - 26 de Maio de 1834)


Governo liberal no exílio (1828-1832)


António Hipólito da Costa, 1.º visconde de Alhos Vedros - Revolta fracassada da Belfastada - (20 de Maio de 1828 - 2 de Junho de 1828)

Pedro de Sousa Holstein - Conselho de Regência inicialmente com sede em Londres, depois em Angra - (15 de Junho de 1829 - 15 de Março de 1830)

Luís da Silva Mouzinho de Albuquerque - Regência de Angra - (15 de Março de 1830 - 2 de Julho de 1831)

José António Ferreira Brak-Lamy - Regência de Angra (2 de Julho de 1831 - 10 de Outubro de 1831)

José Dionísio da Serra - Regência de Angra (10 de Outubro de 1831 - 3 de Março de 1832)


Regência de D. Pedro de Bragança (3 de Março de 1832 a 24 de Setembro de 1834)


Pedro de Sousa Holstein (3 de Março de 1832 - 29 de Julho de 1832)

Luís da Silva Mouzinho de Albuquerque (29 de Julho de 1832 - 25 de Setembro de 1832)

Pedro de Sousa Holstein (25 de Setembro de 1832 - 10 de Novembro de 1832)

Luís da Silva Mouzinho de Albuquerque (10 de Novembro de 1832 - 18 de Novembro de 1832)

Bernardo de Sá Nogueira de Figueiredo (18 de Novembro de 1832 - 12 de Janeiro de 1833)

Cândido José Xavier Dias da Silva (12 de Janeiro de 1833 - 26 de Março de 1833)

Luís da Silva Mouzinho de Albuquerque (26 de Março de 1833 - 21 de Abril de 1833)

Cândido José Xavier Dias da Silva (21 de Abril de 1833 - 15 de Outubro de 1833)

Joaquim António de Aguiar (15 de Outubro de 1833 - 23 de Abril de 1834)

Bento Pereira do Carmo (23 de Abril de 1834 - 24 de Setembro de 1834)


Segundo Liberalismo: a Monarquia Constitucional (1834-1910)


Pedro de Sousa Holstein, Duque de Palmela - (1.ª vez) Liberal - (24 de Setembro de 1834 - 4 de Maio de 1835)

D. Vitório Maria Francisco de Sousa Coutinho Teixeira de Andrade Barbosa, 2.º conde de Linhares - (4 de Maio de 1835 - 27 de Maio de 1835)

João Carlos Gregório Domingos Vicente Francisco de Saldanha Oliveira e Daun, Duque de Saldanha - (1.ª vez) Cartista - (27 de Maio de 1835 - 18 de Novembro de 1835)

José Jorge Loureiro - (18 de Novembro de 1835 - 20 de Abril de 1836)

António José de Sousa Manuel de Menezes Severim de Noronha, Duque da Terceira - (1.ª vez) Cartista - (20 de Abril de 1836 - 10 de Setembro de 1836)

José da Gama Carneiro e Sousa, Conde de Lumiares - Setembrista - (10 de Setembro de 1836 - 4 de Novembro de 1836)

José Bernardino de Portugal e Castro, Marquês de Valença e Conde de Vimioso - Cartista, Governo da Belenzada - (4 de Novembro de 1836 - 5 de Novembro de 1836)

Bernardo de Sá Nogueira de Figueiredo, Marquês de Sá da Bandeira - (1.ª vez) Setembrista - (5 de Novembro de 1836 - 2 de Junho de 1837)

António Dias de Oliveira - Setembrista - (2 de Junho de 1837 - 2 de Agosto de 1837)

Bernardo de Sá Nogueira de Figueiredo, Marquês de Sá da Bandeira - (2.ª vez) Setembrista - (2 de Agosto de 1837 - 18 de Abril de 1839)

Rodrigo de Almeida Carvalhais, Barão de Ribeira de Sabrosa - (18 de Abril de 1839 - 26 de Novembro de 1839)

José Travassos Valdez, Barão e 1.º Conde de Bonfim - (26 de Novembro de 1839 - 9 de Julho de 1841)

Joaquim António de Aguiar - (1.ª vez) Liberal - (9 de Julho de 1841 - 7 de Fevereiro de 1842)

Pedro de Sousa Holstein, Duque de Palmela - (2.ª vez) Cartista - Governo do Entrudo - (7 de Fevereiro de 1842 - 9 de Fevereiro de 1842)

António Bernardo da Costa Cabral, Marquês de Tomar - (1.ª vez) Cartista - Formalmente era o duque da Terceira que presidia - (9 de Fevereiro de 1842 - 20 de Maio de 1846)

Pedro de Sousa Holstein, Duque de Palmela - (3.ª vez) Cartista - (20 de Maio de 1846 - 6 de Outubro de 1846)

João Carlos Gregório Domingos Vicente Francisco de Saldanha Oliveira e Daun, Duque de Saldanha - (2.ª vez) Cartista - (6 de Outubro de 1846 - 18 de Junho de 1849)

António Bernardo da Costa Cabral, Marquês de Tomar - (2.ª vez) Cartista - (18 de Junho de 1849 - 26 de Abril de 1851)

António José de Sousa Manuel de Menezes Severim de Noronha, Duque da Terceira - (2.ª vez) Regenerador - (26 de Abril de 1851 - 1 de Maio de 1851)

João Carlos Gregório Domingos Vicente Francisco de Saldanha Oliveira e Daun, Duque de Saldanha - (3.ª vez) Regenerador - (1 de Maio de 1851 - 6 de Junho de 1856)

Nuno José Severo de Mendonça Rolim de Moura Barreto, Duque de Loulé - (1.ª vez) Histórico - (6 de Junho de 1856 - 16 de Março de 1859)

António José de Sousa Manuel de Menezes Severim de Noronha, Duque da Terceira - (3.ª vez) Regenerador - (16 de Março de 1859 - 26 de Abril de 1860)

Joaquim António de Aguiar - (2.ª vez) Regenerador - (1 de Maio de 1860 - 4 de Julho de 1860)

Nuno José Severo de Mendonça Rolim de Moura Barreto,Duque de Loulé - (2.ª vez) Histórico - (4 de Julho de 1860 - 17 de Abril de 1865)

Bernardo de Sá Nogueira de Figueiredo, Marquês de Sá da Bandeira - (3.ª vez) Reformista - (17 de Abril de 1865 - 4 de Setembro de 1865)

Joaquim António de Aguiar - (3.ª vez, Governo da Fusão) Coligação/Regeneradores/Históricos - (4 de Setembro de 1865 - 4 de Janeiro de 1868)

António José de Ávila, Marquês de Ávila - (1.ª vez) - (4 de Janeiro de 1868 - 22 de Julho de 1868)

Bernardo de Sá Nogueira de Figueiredo, Marquês de Sá da Bandeira - (4.ª vez) Reformista - (22 de Julho de 1868 - 11 de Agosto de 1869)

Nuno José Severo de Mendonça Rolim de Moura Barreto, Duque de Loulé - (3.ª vez) Histórico - (11 de Agosto de 1869 - 19 de Maio de 1870)

João Carlos Gregório Domingos Vicente Francisco de Saldanha Oliveira e Daun, Duque de Saldanha - (4.ª vez) Regenerador - (19 de Maio de 1870 - 29 de Agosto de 1870)

Bernardo de Sá Nogueira de Figueiredo, Marquês de Sá da Bandeira - (5.ª vez) Reformista - (30 de Agosto de 1870 - 29 de Outubro de 1870)

António José de Ávila, Duque de Ávila e Bolama - (2.ª vez) Reformista - (29 de Outubro de 1870 - 13 de Setembro de 1871)

António Maria de Fontes Pereira de Melo - (1.ª vez) Regenerador - (13 de Setembro de 1871 - 6 de Março de 1877)

António José de Ávila, Duque de Ávila e Bolama - (3.ª vez) Reformista - (6 de Março de 1877 - 26 de Janeiro de 1878)

António Maria de Fontes Pereira de Melo - (2.ª vez) Regenerador - (26 de Janeiro de 1878 - 29 de Maio de 1879)

Anselmo José Braamcamp de Almeida Castelo Branco - Progressista - (29 de Maio de 1879 - 23 de Março de 1881)

António Rodrigues Sampaio - Regenerador - (23 de Março de 1881 - 14 de Novembro de 1881)

António Maria de Fontes Pereira de Melo - (3.ª vez) Regenerador - (14 de Novembro de 1881 - 16 de Fevereiro de 1886)

José Luciano de Castro Pereira Corte-Real - (1.ª vez) Progressista - (16 de Fevereiro de 1886 - 14 de Janeiro de 1890)

António de Serpa Pimentel - Regenerador - (14 de Janeiro de 1890 - 11 de Outubro de 1890)

João Crisóstomo de Abreu e Sousa - militar - (11 de Outubro de 1890 - 18 de Janeiro de 1892)

José Dias Ferreira - Iniciativa régia -Governo de acalmação partidária - (18 de Janeiro de 1892 - 22 de Fevereiro de 1893)

Ernesto Rodolfo Hintze Ribeiro - (1.ª vez) Regenerador - (22 de Fevereiro de 1893 - 5 de Fevereiro de 1897)

José Luciano de Castro Pereira Corte-Real - (2.ª vez) Progressista - (5 de Fevereiro de 1897 - 26 de Julho de 1900)

Ernesto Rodolfo Hintze Ribeiro - (2.ª vez) Regenerador - (26 de Julho de 1900 - 20 de Outubro de 1904)

José Luciano de Castro Pereira Corte Real - (3.ª vez) Progressista - (20 de Outubro de 1904 - 19 de Março de 1906)

Ernesto Rodolfo Hintze Ribeiro - (3.ª vez) Regenerador - (19 de Março de 1906 - 19 de Maio de 1906)

João Ferreira Franco Pinto Castelo-Branco - Regenerador Liberal - (19 de Maio de 1906 - 4 de Fevereiro de 1908)

Francisco Ferreira do Amaral - “Governo da Acalmação” - Iniciativa régia - Governo de acalmação partidária - (4 de Fevereiro de 1908 - 26 de Dezembro de 1908)

Artur Alberto de Campos Henriques (26 de Dezembro de 1908 - 11 de Abril de 1909)

Sebastião Custódio de Sousa Teles (11 de Abril de 1909 - 14 de Maio de 1909)

Venceslau de Sousa Pereira de Lima (14 de Maio de 1909 - 22 de Dezembro de 1909)

Francisco António da Veiga Beirão (22 de Dezembro de 1909 - 26 de Junho de 1910)

António Teixeira de Sousa - (último governo da Monarquia) Regenerador - (26 de Junho de 1910 - 4 de Outubro de 1910).


Governos da I República (1910 - 1926)


Joaquim Teófilo Fernandes Braga ( 6 de Outubro de 1910 - 4 de Setembro de 1911) - 333 dias - Partido Republicano Português

João Pinheiro Chagas (4 de Setembro de 1911 - 13 de Novembro de 1911) - 70 dias - Partido Democrático

Augusto César de Almeida de Vasconcelos Correia (13 de Novembro de 1911 - 16 de Junho de 1912) - 217 dias - Partido Democrático

Duarte Leite Pereira da Silva (16 de Junho de 1912 - 9 de Janeiro de 1913) - 198 dias - Partido Democrático

Afonso Augusto da Costa (9 de Janeiro de 1913 - 9 de Fevereiro de 1914) - 396 dias - Partido Democrático

Bernardino Luís Machado Guimarães (9 de Fevereiro de 1914 - 12 de Dezembro de 1914) - 307 dias - Partido Democrático

Vítor Hugo de Azevedo Coutinho (12 de Dezembro de 1914 - 28 de Janeiro de 1915) - 45 dias - Partido Democrático

Joaquim Pereira Pimenta de Castro (28 de Janeiro de 1915 - 14 de Maio de 1915) - 112 dias – Militar

Junta Constitucional (14 de Maio de 1915 - 17 de Maio de 1915) - 3 dias - Militar

José Norton de Matos

António Maria da Silva

José de Freitas Ribeiro

Alfredo de Sá Cardoso

Álvaro de Castro

João Pinheiro Chagas (17 de Maio de 1915) - 1 dia - Partido Republicano Português

José Ribeiro de Castro (17 de Maio de 1915 - 29 de Novembro de 1915) - 199 dias - Militar

Afonso Augusto Costa (29 de Novembro de 1915 - 16 de Março de 1916) - 107 dias - Partido Democrático

António José de Almeida (16 de Março de 1916 - 25 de Abril de 1917) - 406 dias - União Sagrada

Afonso Augusto Costa (25 de Abril de 1917 - 8 de Dezembro de 1917) - 229 dias - União Sagrada

Sidónio Bernardino Cardoso da Silva Pais (8 de Dezembro de 1917 - 23 de Dezembro de 1918) - 376 dias - Partido Nacional Republicano

João do Canto e Castro Silva Antunes Junior (14 de Dezembro de 1918 - 22 de Dezembro de 1918) - 8 dias – Partido Nacional Republicano

João Tamagnini de Sousa Barbosa (23 de Dezembro de 1918 - 27 de Janeiro de 1919) - 35 dias - Militar

Henrique Mitchell de Paiva Couceiro (19 de Janeiro de 1919 - 13 de Fevereiro de 1919) - 24 dias - Monarquia do Norte

José Carlos de Mascarenhas Relvas (27 de Janeiro de 1919 - 30 de Março de 1919) - 62 dias - Partido Democrático

Domingos Leite Pereira (30 de Março d e1919 - 30 de Junho de 1919) - 92 dias - Partido Democrático

Alfredo Ernesto de Sá Cardoso (30 de Junho de 1919 - 21 de Janeiro de 1920) - 205 dias - Partido Democrático, militar

Francisco José Fernandes da Costa (15 de Janeiro de 1920) - Governo dos 5 Minutos

Alfredo Ernesto de Sá Cardoso (15 de Junho de 1920 - 21 de Janeiro de 1920) - 6 dias - Partido Democrático, militar

Domingos Leite Pereira (21 de Janeiro de 1920 - 8 de Março de 1920) - 47 dias - Partido Democrático

António Maria Baptista (8 de Março de 1920 - 6 de Junho 1920) - 90 dias - Partido Democrático, militar

José Ramos Preto (6 de Junho de 1920 - 26 de Junho de 1920) - 20 dias - Partido Democrático

António Maria da Silva (26 de Junho 1920 - 19 de Julho de 1920) - 23 dias - Partido Democrático

António Joaquim Granjo (19 de Julho de 1920 - 20 de Novembro de 1920) - 124 dias - Partido Liberal Republicano

Álvaro Xavier de Castro (20 de Novembro de 1920 - 30 de Novembro de 1920) - 10 dias - Partido Reconstituinte, militar

Liberato Damião Ribeiro Pinto (30 de Novembro de 1920 - 2 de Março de 1921) - 92 dias - Partido Democrático, militar

Bernardino Machado (2 de Março de 1921 - 23 de Maio de 1921) - 82 dias - Partido Democrático

Tomé José de Barros Queirós (23 de Maio de 1921 - 30 de Agosto de 1921) - 99 dias - Partido Liberal Republicano

António Joaquim Granjo (30 de Agosto de 1921 - 19 de Outubro de 1921) - 50 dias - Partido Liberal Republicano

Manuel Maria Coelho (19 de Outubro 1921 - 5 de Novembro de 1921) - 17 dias - Militar

Carlos Maia Pinto (5 de Novembro de 1921 - 16 de Dezembro de 1921) - 41 dias - Militar

Francisco Pinto da Cunha Leal (16 de Dezembro de 1921 - 7 de Fevereiro de 1922) - 53 dias - Partido Nacional republicano

António Maria da Silva (7 de Fevereiro de 1922 - 15 de Novembro de 1923) - 646 dias - Partido Democrático

António Ginestal Machado (15 de Novembro de 1923 - 18 de Dezembro de 1923) - 32 dias - Partido Liberal Republicano

Álvaro Xavier de Castro (18 de Dezembro de 1923 - 7 de Julho de 1924) - 203 dias - Partido Republicano Nacionalista

Alfredo Rodrigues Gaspar (7 de Julho de 1924 - 22 de Novembro de 1924) - 139 dias - Partido Democrático, militar

José Domingues dos Santos (22 de Novembro de 1924 - 15 de Fevereiro de 1925) - 84 dias - Partido da Esquerda Democrática

Vitorino Máximo de Carvalho Guimarães (15 de Fevereiro de 1925 - 1 de Julho de 1925) - 136 dias - Partido Democrático, militar

António Maria da Silva (1 de Julho de 1925 - 1 de Agosto de 1925) - 31 dias - Partido Democrático

Duarte Leite Pereira (1 de Agosto de 1925 - 18 de Dezembro de 1925) - 138 dias - Partido Democrático

António Maria da Silva (18 de Dezembro de 1925 - 30 de Maio de 1926) - 164 dias - Partido Democrático


Ditadura Nacional (1926 - 1933)


José Mendes Cabeçadas Júnior (30 de Maio de 1926 - 9 de Junho de 1926) - Militar

Manuel de Oliveira Gomes da Costa (19 de Junho de 1926 - 9 de Julho de 1926) - Militar

António Óscar de Fragoso Carmona (9 de Julho de 1926 - 18 de Abril de 1928) - Militar

Jaime Zuzarte Cortesão (3 de Fevereiro de 1927 - 7 de Fevereiro de 1927) - Governo saído da Revolta do Porto

José Vicente de Freitas ( 18 de Abril de 1928 - 8 de Julho de 1929) - Militar

Artur Ivens Ferraz (8 de Julho de 1929 - 21 de Janeiro de 1930) - Militar

Domingos da Costa Oliveira (21 de Janeiro de 1930 - 5 de Julho de 1932) - Militar

António de Oliveira Salazar (5 de Julho de 1932 - 19 de Março de 1933) - União Nacional


II República : Estado Novo (1933 - 1974)


António de Oliveira Salazar (19 de Setembro de 1933 - 27 de Setembro de 1968) - União Nacional

Marcello das Neves Alves Caetano (27 de Setembro de 1968 – 25 de Abril de 1974) - União Nacional, posteriormente denominada, Acção Nacional Popular


Governos Provisórios pós-25 de Abril (25 de Abril de 1974 - 23 de Julho de 1976)


António de Spínola (25 de Abril de 1974 - 16 de Maio de 1974) - Presidindo a Junta de Salvação Nacional, militar

Adelino da Palma Carlos (16 de Maio de 1974 - 18 de Julho de 1974) - Independente

Vasco dos Santos Gonçalves (18 de Julho de 1974 - 19 de Setembro de 1975) - Militar

José Baptista Pinheiro de Azevedo (19 de Setembro de 1975 - 23 de Junho de 1976) - Militar

Vasco Fernando Leote de Almeida e Costa (23 de Junho de 1976 - 23 de Julho de 1976) - Militar, interino


III República (após 23 de Julho de 1976)


Mário Alberto Nobre Lopes Soares (23 de Julho de 1976 - 28 de Agosto de 1978) - Partido Socialista

Alfredo Nobre da Costa (28 de Agosto de 1978 - 22 de Novembro de 1978) - Independente, e de nomeação presidencial

Carlos Alberto Mota Pinto (22 de Novembro de 1978 - 1 de Agosto de 1979) - Partido Social Democrata, e de nomeação presidencial

Maria de Lourdes Ruivo da Silva Matos Pintassilgo (1 de Agosto de 1979 - 3 de Janeiro de 1980) - Partido Socialista, e de nomeação presidencial

Francisco Manuel Lumbrales de Sá Carneiro (3 de Janeiro de 1980 - 4 de Dezembro de 1980) - Partido Social Democrata

Diogo Pinto de Freitas do Amaral (4 de Dezembro - 9 de janeiro de 1981) - Partido do Centro Democrático Social, interino

Francisco Pinto Balsemão (9 de Janeiro de 1981 - 9 de Junho de1983) - Partido Social Democrata

Mário Alberto Nobre Lopes Soares (9 de Junho de 1983 - 6 de Novembro de 1985) - Partido Socialista

Aníbal António Cavaco Silva (6 de Novembro de 1985 - 28 de Outubro de 1995) - Partido Social Democrata

António Manuel de Oliveira Guterres (28 de Outubro de 1995 - 6 de Abril de 2002) - Partido Socialista

José Manuel Durão Barroso (6 de Abril de 2002 - 17 de Julho de 2004) - Partido Social Democrata

Pedro Miguel Sanatana Lopes (17 de Julho de 2004 - 12 de Março de 2005) - Partido Social Democrata

José Sócrates Carvalho Pinto de Sousa (12 de Março de 2005 - 2012) - Partido Socialista

Pedro Manuel Mamede Passos Coelho (21 de Junho de 2011 - 2015) - Partido Social Democrata.

António Luís Santos da Costa (26 de Novembro de 2015 - ) - Partido Socialista, com apoio parlamentar do PCP e do BE.

Curiosidades: 

Ano com mais governos: 1920 - 9 governos  
Governo de menor duração:  Francisco José Fernandes da Costa (15 de Janeiro de 1920) - Governo dos 5 Minutos
Primeiro-Ministro mais vezes eleito: António Maria da Silva - Partido Democrático - 1ª vez em 26 de Junho de 1920 e 4ª vez em 18 de Dezembro de 1925
Primeiro-Ministro mais tempo no poder:  António de Oliveira Salazar (19 de Setembro de 1933 - 27 de Setembro de 1968) - União Nacional                    



Presidentes da República (após 5 de Outubro de 1910)


- Os partidos indicados à frente do nome do Presidente da República referem-se aos que apoiaram as sua eleição.

Joaquim Teófilo Fernandes Braga (05-10-1910 a 04-08-1911) - Partido Republicano Português

Manuel José de Arriaga Brum da Silveira e Peyrelongue (24-08-1911 a 25-05-1915) - Partido Republicano Português

Joaquim Teófilo Fernandes Braga (29-05-1915 a 05-08-1915) - Partido Democrático

Bernardino Luís Machado Guimarães (06-08-1915 a 05-12-1917) - Partido Democrático

Sidónio Bernardino Cardoso da Silva Pais (28-04-1918 a 28-12-1918) - Partido Nacional Republicano

João do Canto e Castro da Silva Antunes (14-12-1918 a 05-10-1919) - Partido Nacional Republicano

António José de Almeida (05-10-1919 a 05-10-1923) - Partido Republicano Evolucionista

Manuel Teixeira Gomes (06-10-1923 a 11-12-1925) - Partido Democrático

Bernardino Luís Machado Guimarães (11-12-1925 a 31-05-1926) - Partido Democrático

José Mendes Cabeçadas Júnior (31-05-1926 a 17-06-1926) - Ditadura Militar pós golpe 28 de Maio

Manuel de Oliveira Gomes da Costa (17-06-1926 a 09-07-1926) - Ditadura Militar pós golpe 28 de Maio

António Óscar Fragoso Carmona (09-07-1926 a 18-04-1951) - nomeado Presidente da República por decreto em 26 de Novembro de 1926. Eleito por sufrágio em lista única, em 1928, ainda durante a ditadura militar, e já na vigência da Constituição de 1933, pela União Nacional, em 1935, 1942 e 1949, não concluindo o último mandato por ter falecido em 18 de Abril de 1951.

António de Oliveira Salazar (14-04-1951 a 21-07-1951) - interinamente pela União Nacional

Francisco Higino Craveiro Lopes (21-07-1951 a 09-08-1958) - União Nacional

Américo de Deus Rodrigues Tomás (09-08-1958 a 25-04-1974) - União Nacional

António Sebastião Ribeiro de Spínola (25-04-1974 a 30-04-1974) - Militar indigitado pela Junta de Salvação Nacional

Francisco da Costa Gomes (30-09-1974 a 13-07-1976) - Militar indigitado pelo Conselho da Revolução

António dos Santos Ramalho Eanes (14-07-1976 a 09-03-1986) - Nas eleições de 1976 , apresentado-se como independente. Em 2001 pelo Partido Renovador Democrático

Mário Alberto Nobre Lopes Soares (09-03-1986 a 09-03-1996) - Partido Socialista

Jorge Fernando Branco de Sampaio (09-03-1996 a 09-03-2006) - Partido Socialista

Aníbal António Cavaco Silva (09-03-2006 a 09-03-2016) - Partido Social Democrata e CDS

Marcelo Nuno Duarte Rebelo de Sousa (9-03-2016 a ) - Independente, com apoio expresso do PSD e do CDS.