27 de outubro de 2012

Hotel Atlântico

O “Hotel Atlântico”, na década de trinta, estava instalado no palacete Francisco Eduardo de Barahona Fragoso (advogado e benemérito de Évora), situado frente à praia do Monte Estoril. Este palacete inicialmente edificado por Alfredo Ribeiro, em finais do século XIX, viria a ser vendido por D.Francisca Barahona ao Visconde de Malanza que, por sua vez a passou ao sogro de Fausto de Figueiredo que o veio a herdar. No início da década de trinta, sob a gestão do casal Vera e Ferdinand Mouths (Vera Mouths provinha de uma família holandesa de hoteleiros), o edifício veio a transformar-se, então, no “Hotel Atlântico”.

"Chalet Barahona" e o comboio ainda a vapor

Em 1939, devido a dificuldades financeiras, terá sido adquirido por um alemão de seu nome Wortus. A partir desta casa e sob o projecto do arquitecto Raul Rodrigues Lima, (o mesmo que projectou o Cinema Monumental), manda construir a primeira ampliação do "Hotel Atlântico".

Este hotel, teve a fama durante a II Guerra Mundial de receber espiões nazis e foi muito frequentado por Duarte Pacheco e Supico Pinto, ministros do governo de Salazar. Em 1940 o Hotel, era dominado pelos alemães, que utilizavam a sua privilegiada posição geográfica para controlar o tráfego naval no mar.

O proprietário do "Hotel Atlântico" tinha o costume de durante a II Guerra Mundial por vezes hastear a bandeira nazi, como retrata a foto seguinte.

O "Hotel Atlântico" com a bandeira nazi hasteada pelo seu proprietário

Citando uma passagem do comentário do caro leitor sr. Aragonez: «Conta-se por aqui, que a bandeira nazi foi mandada arrear por Salazar que passava na actual Av. Marginal e que terá mandado a Pide que o seguia noutro carro, informar o proprietário».

No Monte Estoril, os alemães escolheram o "Hotel Atlântico", o "Grande Hotel do Monte Estoril", onde esteve alojado em 1941 o espião jugoslavo Bocko Christitch, e no Estoril o "Hotel do Parque", enquanto o "Grande Hotel da Itália", no Monte Estoril, e o "Hotel Palácio", no Estoril, eram os preferidos dos Aliados. Neste último, estiveram alojados, além do já referido Dusko Popov, o agente duplo Juan Pujol («Garbo») e Nubar Gulbenkian, filho de Calouste Gulbenkian, também frequentador do "Aviz Hotel", que trabalhou para os serviços secretos britânicos, MI 6, em ligação com Donald Darling («Didi»).

Em 1941 o arquitecto Raúl Rodrigues Lima projecta a primeira grande transformação e ampliação do "Hotel Atlântico"

                  

                  

                  

Hotel Atlântico, visto do lado da marginal e do mar, depois das obras de ampliação

 

         

         

Na década de 40 do século XX , a nível de hotéis, o "must" eram o "Hotel Palácio", o "Grande Hotel de Itália", o "Hotel Albatroz", e o "Hotel dos Seteais" em Sintra. O Casino era o grande centro de atracção, principalmente porque promovia quase semanalmente grandiosos bailes, que rivalizavam com os do Palácio. A combater a hegemonia do Casino na vida nocturna, foi inaugurada nos anos 40 a discoteca "Palm Beach", em Cascais, que oferecia a música de uma imponente orquestra.

          

          

                                                                                    Anúncio de 1942

                                      

                                                                               Etiquetas de bagagem

                         

A nível de restaurantes, Muchaxo, Pé-Leve e Choupana davam cartas, acompanhados pelas pastelarias Faz-Tudo e Casa Laura, em Cascais, e Garrett e Deck, no Estoril, que ainda hoje estão abertas. O "Sud Express", o comboio que ligava Paris a Lisboa, fazia escala final no Estoril, tendo Cascais inaugurado a sua estação ferroviária em 1946, altura em que se davam os últimos retoques à Estrada Marginal.

O "Hotel Atlântico" antes de ser encerrado em 2007, dispunha de 175 quartos, equipados tendo em conta as necessidades da vida moderna. Quase todos os quartos possuem vista para o mar e sobre a Baía de Cascais.

                                                                            Piscina do Hotel Atlântico                     

                                    

                                                   Hotel Atlântico a quando do seu encerramento em 2007

                                     

fotos in: Arquivo Nacional da Torre do Tombo, Biblioteca de Arte-Fundação Calouste Gulbenkian, Hemeroteca Digital, Delcampe.net

Encerrou em 2007 iniciando um plano de obras que visam a sua total remodelação, tendo oferecido o seu espólio (mobiliário e equipamentos) a instituições de beneficência.

                                      Projecto "Atlântico Estoril Residence" que incluirá o novo "Hotel Atlântico"

 

O novo empreendimento de luxo, de seu nome "Atlântico Estoril Residence" da autoria do arquitecto João Paciência será composto pelo "Hotel Atlântico" de 5 estrelas ocupando 3 pisos e com 70 quartos, piscina exterior e SPA, e 5 pisos de habitação de luxo. O projecto para o novo "Hotel Atlântico", prevê alterações na zona da piscina, que será elevada para comportar estacionamento no interior.

6 comentários:

aragonez disse...

Bom dia!
Esta é a terceira vez que tenho a possibilidade de dizer algo sobre este magnífico Blog e isto por estar directa ou indirectamente abrangido.
Agora é o Atlantico, hotel a cujo crescimento volumétrico, incluindo as "alturas", tenho vindo a assistir ao longo de setenta anos de vida.
Conta-se por aqui, que a bandeira nazi foi mandada arrear por Salazar que passava na actual Av. Marginal e que terá mandado a Pide que o seguia noutro carro, informar o proprietário.
Vendo ao preço a que a comprei há muitas dezenas de anos.
Com respeito ao novo edifício, e sem querer entrar em eventuais...lhe digo que parte do hotel estava sobre o Domínio Público Marítimo.
E não se entenderia como se vai vender a privados algo que beneficiou de volumetrias e localização, por mor de ser para um hotel...
Novas aqui da terra que poderão ter interesse.
Cumprimentos.

José Leite disse...

Caro Aragonez

Muito grato pelas informações que acrescentou.

Tomei a liberdade de transcrever parte deste seu comentário, no artigo em questão.

Com os meus agradecimentos, os meus cumprimentos

José Leite

Graça Sampaio disse...

É a evolução dos tempos!

(Correndo o risco de me tornar maçadora com este meu comentário recorrente, tenho de reiterar a minha opinião: este é, de longe, um dos melhores blogs que conheço! Parabéns e obrigada pelo seu imenso e desvelado trabalho.)

Os meus cumprimentos.

José Leite disse...

D. Graça Sampaio

Fico muito lisonjeado pelas suas elogiosas palavras, que agradeço.

Espero continuar a não desiludir os leitores que,como a senhora, me honram com a sua visita diáriamente, e não só.

Os meus cumprimentos

José leite

Rosario Ary dos Santos disse...

QUERIA DEIXAR-LHE AQUI OS MEUS PARABENS PELO MAGNIFICO BLOG.ADOREI E ESPERO LER MAIS COISAS SUAS.

José Leite disse...

D. Rosário

Muito agradecido pelas suas amáveis palavras.

Vai ter muito que ler ...

Os meus cumprimentos

José Leite