26 de fevereiro de 2014

Agência da CGD na Guarda

A “Caixa Geral de Depósitos” (CGD) foi criada pela Carta de Lei de 10 de Abril de 1876, no reinado de D. Luís, sendo na altura Ministro da Fazenda Serpa Pimentel e presidente do 34º Governo Constitucional Fontes Pereira de Melo.

A partir de 1929 a “Caixa Geral de Depósitos” passa a designar-se “Caixa Geral de Depósitos, Crédito e Previdência”, denominação que se manterá até 1993. Na sua organização, divide-se em serviços privativos e serviços anexos - a “Caixa Nacional de Previdência” e a “Caixa Nacional de Crédito”. Estes dois serviços anexos configuram entidades com personalidade jurídica e autonomia financeira, mas administradas pela “Caixa Geral de Depósitos, Crédito e Previdência”. Na “Caixa Nacional de Crédito” são centralizados todos os serviços e operações do Estado que respeitem a crédito agrícola e industrial, a quaisquer outras operações de crédito, sejam quais forem os Ministérios por onde este haja sido concedido, e quaisquer outras operações de crédito de conta do Tesouro.

É em 1939 que é inaugurada a agência da “Caixa Geral de Depósitos, Crédito e Previdência”, na cidade da Guarda, tendo sido projectada pelo arquitecto Luís Cristino da Silva.

 

  

               

 

É a partir da reforma de 1929 que a Caixa se pode começar a afirmar como estabelecimento de crédito, alargando os limites em que até então praticamente se continha, de financiamento do Estado.

A “Caixa Geral de Depósitos, Crédito e Previdência” deixa de poder realizar operações de crédito agrícola ou industrial, descontos ou financiamentos a particulares, com o aval do Governo, sendo as contas correspondentes transferidas para a “Caixa Nacional de Crédito”. Poderá, no entanto, continuar a prestar financiamentos à administração central, local e entidades corporativas, através dos ministérios, das Câmaras Municipais, diversas entidades públicas de coordenação económica e corporações (designado genericamente “Crédito ao Sector Público e Corporativo”).

1933

Entre 1938 e 1943, o arquitecto Luís Cristino da Silva seria responsável por outras duas agências da “Caixa Geral de Depósitos, Crédito e Previdência”, a de Castelo Branco e a de Leiria.

                        Agência de Castelo Branco                                                             Agência de Leiria

 

Agência da “Caixa Geral de Depósitos” da Guarda (uma das) actualmente

    

A 20 de Agosto de 1993 “Caixa Geral de Depósitos, Crédito e Previdência” é transformada em sociedade anónima de capitais exclusivamente públicos, de que só o Estado pode ser detentor, passa a denominar-se “Caixa Geral de Depósitos, SA”, e rege-se pelas mesmas normas das empresas privadas do sector.

fotos in: Biblioteca de Arte-Fundação Calouste Gulbenkian

Sem comentários: