4 de fevereiro de 2011

Termas de Monfortinho

As "Termas de Monfortinho" estão localizadas na Serra Penha Garcia, no conselho de Idanha-a-Nova, a cerca de 70km de Castelo Branco, junto à margem direita do Rio Erges e no limite da fronteira.

As "Termas de Monfortinho" existem desde os tempos da civilização romana, tenso a sua institucionalização definitiva surgido graças ao espírito entusiasta e persistente do médico Dr. José Gardete Martins (1869-1957) que, enfrentando inúmeras dificuldades e incompreensões, dedicou toda a sua vida à causa da utilização terapêutica das águas da Fonte Santa. A atribuição do alvará de concessão de exploração do aquífero termal, ao Dr. José Gardete Martins, ocorreu em 20 de Dezembro de 1906.

A 19 de Dezembro de 1907 é aprovada a transmissão da licença de  exploração das águas para a “Companhia das Águas da Fonte Santa de Monfortinho”. Um longo percurso de sacrifícios foi necessário para, numa primeira fase, erguer o Balneário inaugurado em 1940 - obra do Arquitecto Vasco Pereira de Lacerda Marques.

                                                                     Exterior do Balneário

                             

                                                                         Interior do Balneário

             

As águas de Monfortinho são aconselhadas para doenças crónicas da pele (psoríase, eczemas, acne, celulite, úlceras), hepato-vesiculares e intestinais, reumáticas (artrose, espondilose, tendinite, fibromialgia, etc), das vias respiratórias (rinite, sinusite), litiase renal. Coexistem serviços de bem-estar termal e repouso.
As águas da Fonte Santa de Monfortinho são águas termais hipossalinas, tendo como características químicas dominantes: elevada percentagem de sílica e alto teor de anidrido carbónico. O caudal atinge os 25 l/segundo.

                                                           Capela das Termas de Monfortinho

 

O “Hotel Astória”, inserido no perímetro do Centro Termal das Termas de Monfortinho, foi inaugurado em 4 de Abril de 1948, e projectado pelo Arquitecto Vasco Pereira de Lacerda Marques, dentro do chamado estilo arquitectónico das Beiras.

                                                                          “Hotel Astória”

                               

Outro hotel das Termas de Monfortinho é o “Hotel Fonte Santa” construído nos princípios dos anos 40 do século XX.

                                                                             “Hotel Fonte Santa”

    

fotos in: Biblioteca de Arte-Fundação Calouste Gulbenkian

Presentemente o complexo Termal do Monfortinho, incluindo os Hotéis, encontram-se integrados numa nova marca, a “Ô Hotels and Resorts’”

4 comentários:

Ô Hotels and Resorts disse...

Artigo muito interessante. Não menciona no entanto que o Complexo Termal do Monfortinho, junto com os Hoteis, encontram-se integrados numa nova marca, a Ô Hotels and Resorts

Agradecemos o Input informativo relativamente às nossas unidades. Já agora poderão ficar a conhecer a nova marca do Grupo onde está integrado: Ô Hotels and Resorts

J.Leite disse...

Grato pelo comentário, e como poderão verificar já acrescentei a informação que me passaram

Cumprimentos

J.Leite

Fidalgo disse...

Fiquei impressionado com o artigo. Lembro com saudades o aspecto dos dois Hotéis e do Balneário Termal, não porque fossem ou não mais bonitos, mas diferentes. Trabalho há uns anos nestas unidades e passei pelas obras, duas no Fonte Santa, uma no Astória e outra no Balneário Termal.Mas é sempre com muito prazer que olho para fotografias como estas. Obrigado. Abílio Fidalgo.

José Leite disse...

Caro Fidalgo

Grato pelo seu comentário.

Cumprimentos

José Leite