1 de fevereiro de 2017

Fábrica de Gelados “A Sibéria”

A fábrica de gelados "A Sibéria", localizada na Rua Dona Estefânia, em Lisboa e propriedade da firma "Francisco & Trancoso, Lda." terá sido fundada no início dos anos 30 do século XX.

Julho de 1937

Esta fábrica foi a primeira a promover a venda ambulante de gelados de barquilho em Portugal, os famosos "Esquimaux", que se popularizariam pelo nome de "Esquimós", mesmo que fabricados e comercializados por outras marcas de gelados.

Viatura de propaganda na Praça Duque de Saldanha

Carrinha de distribuição no Cais do Sodré

Viatura de propaganda e distribuição no Campo Grande

Recordo que o mercado de gelados em Portugal não dispunha de quaisquer regras, até que no ano de 1958 foi publicada a primeira legislação. Os poucos comerciantes de gelados, que até então faziam os gelados em casa, ou em pequenas áreas, para cumprir a lei, tiveram de requerer alvará. Na regulamentação do fabrico e venda de gelados, foi também proibida a venda ambulante de gelados em "barquilho" (gelados avulso), permitindo apenas gelado embalado. Como consequência desta norma, iniciou-se o fabrico manual do gelado de pauzinho. Nesta altura foram pioneiras no fabrico de gelados de pauzinho: “A Sibéria” em Lisboa e a “Gelados Globo” fundada em 1936, no Porto por Manuel dos Santos.

19 de Maio de 1905

Outros concorrentes na venda de gelados ambulante, “A Veneziana” , os “Gelados Iceberg” e os “Gelados Isba”

 

Em 1959 a joint venture criada entre a “Jerónimo Martins & Filho, Lda.” com a anglo-holandesa “Unilever”, compra a fábrica de gelados “A Sibéria” à firma “Francisco & Trancoso, Lda.” e cria a “Fábrica de Gelados Olá”.

Um triciclo de venda ambulante a pedal e outro motorizado

 

Camioneta de distribuição e vendedor de praia

     

Das primeiras arcas frigoríficas de gelados “Olá”, esta no café “A Brasileira” no Chiado em 1960 e anúncio publicitário

 

A actual “Olá - Produção de Gelados e Outros Produtos Alimentares, S.A.” tem a sua fábrica em Santa Iria da Azóia, no concelho de Vila Franca de Xira.

Fotos in: Arquivo Municipal de Lisboa, Olá Gelados

4 comentários:

Alvaro Pereira disse...

Meu caro José Leite

Gostei muito deste seu artigo sobre gelados.

Devo dizer que deixou-me de "água na boca"!

Eu não sabia que a Esquimó tinha dado origem à Olá.
E ainda hoje sinto o gosto de muitos gelados que infelizmente já não existem!

Os meus melhores agradecimentos!

Álvaro Pereira

José Leite disse...

Caro Álvaro Pereira

Eu é que agradeço a gentileza do seu comentário.

Os meus cumprimentos
José Leite

Unknown disse...

Senhor Jorge Leite
Em primeiro lugar felicito-o pela qualidade do seu blog, onde nos faz recordar lugares e situações que alguns leitores conheceram bem.
Ainda me lembro de na década de 1960 ir comprar gelados à fábrica da OLÁ que ficava na Rua D. Estefânia (quase junto ao Arco do Cego). Mas o melhor de tudo eram os caixotes do lixo dessa fábrica: a malta do bairro descobriu que as empregadas da loja de gelados deitavam fora os pauzinhos de gelado que tinham escrito "prémio" após terem sido trocados pelos prémios respetivos. A malta pequena ia cedo de manhã aos caixotes apanhar os pausinhos e as senhas premiadas (e muitos bonecos de brinde também apareciam) e quando a loja abria iamos levanter os prémiios. O processo funcionava assim em circuito fechado. Um abraço.

José Leite disse...

Muito grato pelas suas amáveis palavras e por compartilhar esta história e curiosidade.

Abraço