17 de fevereiro de 2016

Teatro Villaret

O “Teatro Villaret”, foi inaugurado na Avenida Fontes Pereira de Melo, em Lisboa, em 10 de Janeiro de 1965, com a exibição da peça adaptada do "Inspector Geral", de Nicolau Gogol. Tratava-se de um musical, daí ter passado a chamar-se "Impostor Geral", peça que foi interpretada pela recém-criada “Companhia Portuguesa de Comediantes”.

        O edifício antes da inauguração do “Teatro Villaret” …                             … e depois da inauguração

 

10 de Janeiro de 1965

              Estreada em 15 de Abril de 1965                         … em 9 de Abril de 1966              … em 24 de Junho de 1966

 

O “Teatro Villaret”, assim chamado em homenagem ao grande actor João Villaret (1913-1961), era propriedade da empresa “Tebo - Teatros de Bolso, Lda.” do actor Raúl Solnado (1929-2009), - que desempenhava, também,  as funções de director deste espaço - e com 440 lugares, foi projectado e decorado pelo arquitecto e designer Daciano Costa (1930-2005). Em 1967, a direcção deste espaço já era partilhada entre Raúl Solnado e o empresário Vasco Morgado.

      João Villaret (1913-1961)                           Raúl Solnado (1929-2009)                          Daciano Costa (1930-2005)

  

Programa da peça “O Fusível” estreado em 22 de Julho de 1967

 

Em 24 de Maio de 1969 é gravado no “Teatro Villaret”, o primeiro programa “Zip-Zip”. Da autoria de Raúl Solnado, Fialho Gouveia e Carlos Cruz, o programa torna-se um dos marcos da história da televisão portuguesa. O último programa seria emitido em 29 de Dezembro do mesmo ano.

26 de Maio de 1965

José Fialho Gouveia, Raúl Solnado e Carlos Cruz

LP “O último Zip”

Depois de, em 1974, Raúl Solnado ter vendido a sua parte ao empresário teatral Vasco Morgado, o concurso “A Visita da Cornélia” , transmitido a partir do “Teatro Villaret”, entre 6 de Junho 1977 e 28 de Novembro de 1977, marcaria o regresso de Raúl Solnado aos ecrãs da televisão.

         Fernando Assis Pacheco e sua cunhada Carminho Ruella Ramos                     Apresentador, Raúl Solnado

 

Durante vários anos permaneceu como uma sala de espectáculos concorrida de Lisboa onde se apresentaram com regularidade as encenações de António Feio e as produções da UAU (durante 8 anos). O grupo “Xutos & Pontapés” gravou um disco nesta sala.

         Estreada em 30 de Novembro de 1983                                      Estreada em Setembro de 1985

 

Em 2008 o “Teatro Villartet” reabre, gerido pelo “Teatro Nacional Dona Maria II”, com a peça "A Gorda - Fat Pig", do dramaturgo norte-americano Neil LaBute, com uma homenagem ao actor Raúl Solnado, seu fundador. A sala passa, então, de 440 para 384 lugares devido a razões de segurança.

fotos in: Hemeroteca Digital, Arquivo Municipal de Lisboa, MatrizPix, Teatro Villaret, Opsis, IÉ-IÉ

2 comentários:

a.c. disse...

Não sei, se o amigo José Leite conhece, mas deparei-me com este sítio que me parece, caso não conheça, ser do seu agrado:http://opsis.fl.ul.pt/Typology/Index

José Leite disse...

A.C.

Já conhecia, mas de qualquer maneira, muito agradeço a sua gentileza.

Cumprimentos