3 de janeiro de 2012

Grande Hotel de Inglaterra

O "Grande Hotel de Inglaterra" , situado na esquina da Rua Jardim do Regedor com a Rua do Príncipe (actual Rua 1º de Dezembro), e propriedade de Abel Barros, foi inaugurado em 14 de Abril de 1906. O edifício já existia e foi alvo de grandes obras para ser transformado em  hotel.

"Grande Hotel de Inglaterra", em foto de 1933

Notícia no jornal “Diario Illustrado”, em 15 de Abril de 1906

“Grande Hotel de Inglaterra” à esquerda na foto e o “Avenida Palace Hotel” à direita, em 1906

1913

                                              

Abel Barros, já era proprietário havia muitos anos da “Pension Hotel” na rua da Glória,  com 100 quartos, cujos hóspedes eram na sua maioria portugueses regressados do Brasil.

“Pension Hotel” na Rua da Glória em 1910

                                               

Este Hotel, além das salas de entrada, visitas, de leitura, de jantar e gabinetes tinha 80 quartos distribuídos pelos cinco andares do edifício. Estava equipado com elevador, havendo quartos de banho em todos os andares, e luz eléctrica em todo o edifício e chauffage.

As fotos não são de boa qualidade mas dá para se ficar com uma ideia …

                                                                         

                                                    

A decoração das salas e dos quartos ficou a cargo de Augusto Pina. As salas de entrada e de visitas decoradas no estilo Luis XV, o gabinete de leitura em estilo Império, e o salão de jantar em estilo D. João V. Os quartos eram decorados em dois estilos. Uns em estilo Luís XV e outros em Arte Nova.

                                                    

                                                    

Todos os pavimentos eram revestidos a oleados ingleses importados de Londres, assim como as tapeçarias que foram importadas de Paris. Os funcionários do "Grande Hotel de Inglaterra" eram portugueses, franceses ingleses e alemães dirigidos por Joaquim Costa.

1933

                                             O edifício do Hotel, nos finais dos anos 40 do séc. XX, já devoluto

                                  

A demolição deste Hotel e do edifício adjacente, onde estava instalado o “Café Suisso”  na Praça Dom João da Câmara, depois de decidida em Março de 1948 foi iniciada em 7 de Fevereiro de 1952.

 “Café Suisso”

                                        

                                           Após a demolição do “Grande Hotel de Inglaterra”, e edifício adjacente

                                         

                                                   Projecto do conjunto de edifícios que viriam a ser construídos

                                         

fotos in: Hemeroteca Digital, Arquivo Municipal de Lisboa, Biblioteca de Arte-Fundação Calouste Gulbenkian

5 comentários:

carol disse...

Belíssimo!

Mario Vaz disse...

De há umas semanas para cá tenho visitado este blog diáriamente. Muitos parabéns pelo seu trabalho de investigaçao e publicaçao destas recordaçoes belíssimas.

José Leite disse...

Caro Mário Vaz

Muito grato pelas amáveis palavras acerca deste blogue.

Cumprimentos

Rosa Machado disse...

O seu blog é fantástico!!!
Admiro o seu trabalho de pesquisa!
E nós é que ficamos a lucrar!
Muito obrigada!

José Leite disse...

D. Rosa Machado

Muito grato pelas suas amáveis palavras.

Eu também lucro, na medida em que o meu trabalho tem vindo a ser muito útil, a muita gente e instituições.

Os meus cumprimentos

José Leite