20 de janeiro de 2011

Crédito Predial Português

O “Crédito Predial Português’” teve origem no banco fundado em 24 de Outubro de 1864 designado como “Companhia Geral de Crédito Predial Portuguez’” , com sede na Travessa de Santo António da Sé em Lisboa.

                                                       “Companhia Geral de Crédito Predial Portuguez”

                               

                               

                                                                                           1913

                                      

A sua sede situava-se em Lisboa, tendo sido abertas filiais nas cidades do Porto, Coimbra, Funchal, Vila Real e Beja entre muitas outras localidades.

Após ter sofrido uma grave crise interna em 1910, da qual conseguiu restabelecer-se, foi atribuída uma nova lei orgânica à “Companhia Geral do Crédito Predial Portuguez”, em Julho de 1918, introduzindo modificações substanciais na sua estrutura.

                                                                                             1916   

                                              

A sua sede construída de raiz na Rua Augusta em Lisboa, sob projecto do arquitecto Norte Júnior, tendo sido inaugurada a 30 de Março de 1925.

                                                                       Exterior da sede na Rua Augusta

                                              

                                                                                  Interior da sede

 

Em 18 de Agosto de 1962, passou a designar-se comercialmente por “Crédito Predial Português”, apesar de manter a denominação oficial de “Companhia Geral de Crédito Predial Português”, tendo sido também alterado substancialmente o seu objecto social, passando a ser prioritária a actividade de fomento imobiliário.

Estas e outras alterações ficaram a dever-se ao facto de o Grupo Mário de Figueiredo ter vendido, em 1968, a sua posição maioritária no capital social do CPP ao Grupo BIP - Jorge de Brito / Jorge Gonçalves Pereira que, em Dezembro de 1973, cedeu a sua posição a Manuel Bulhosa.

                               

O “Crédito Predial Português’” continuou a sua actividade, destacando-se em 1976 a integração do “Banco Agrícola e Industrial Viseense”, e a inauguração de uma nova sede, no ano de 1984, no Campo Pequeno em Lisboa

Pouco tempo passado, e após a revolução de 25 de Abril de 1974, o “Crédito Predial Português” foi nacionalizado a 14 da Maio de 1975.

                                

fotos in: Biblioteca de Arte-Fundação Calouste Gulbenkian

No ano de 1992, a 2 de Dezembro, e através de uma Oferta Pública de Venda o CPP foi privatizado, tendo o “Banco Totta & Açores” adquirido uma participação accionista maioritária. Neste ano esta instituição financeira, além da sede da instituição em Lisboa, operava através de uma rede de 102 balcões, 4 Casas de Câmbio e uma Off-Shore na Região Autónoma da Madeira.

Em 1995 o “Crédito Predial Português”  foi integrado no grupo “Mundial Confiança’”.

2 comentários:

Carlos Pinheiro disse...

Gostei. É bom recordarem-se locais onde passamos grande parte das nossas vidas acompanhando de perto o seu crescimento. Era um banco simpático e onde era agradável trabalhar.

José Leite disse...

Caro carlos Pinheiro

Grato pelo seu comentário

Cumprimentos

José Leite